Trapunto com linha holográfica

O que você pode conseguir quando você domina as suas ferramentas?

Tudo! Até mesmo trapunto com linha holográfica

É isso mesmo: uma técnica especial de quilting com uma linha especial para quilting!
Isso é duplamente especial então!

A gente se arriscou nessa vida de linhas especiais assim que começamos a quiltar.
Cerca de um ano depois, quiltamos nossa segunda wholecloth autoral e decidimos que era hora de arriscar ainda mais.

E criamos o quilt Pegasus’ Mandala, que você já conhece.
O que queremos contar aqui é como fizemos esse trapunto com linha holográfica.

Trapunto com linha holográfica

Nós fizemos questão de quiltar o trapunto, pois isso prova que o que fizemos é trapunto realmente, e não apenas falso trapunto.

Depois de quiltar todo o trapunto com linha holográfica, é a vez de cortar os excessos de manta e tecido:

Trapunto com linha holográfica
Trapunto com linha holográfica

E, depois disso, é só quiltar a peça toda!
Usamos linha trilobal para todas as figuras… plumas, cross-hatching…

Mas se você não sabe trabalhar com linha holográfica – ou outros vários tipos de linha para quilting – não tem problema algum.
A gente fez um curso pensando em você:
Linhas para Quilting – Use e Abuse

E neste post queremos mostrar como isso é verdade.
Como o conhecimento pode te levar a lugares nunca antes imaginados.

Esse quilt já recebeu alguns prêmios internacionais e o mais interessante são os comentários das juízas.
No concurso do Quilt Canada 2017, o Pegasus recebeu o prêmio Excelência em Quilting em Máquina Doméstica e aqui estão alguns comentários relacionados ao trapunto com linha holográfica deste quilt:

“A linha iridescente trabalha bem juntamente com os cristais para oferecer brilho e mover os olhos pelo quilt” – Margie Davidson
“O uso do trapunto é particularmente efetivo, acentuando a complexidade das áreas quiltadas” – Hilary Rice

Por isso, esperamos que você resolve se arriscar também!

Não há nada mais gratificante do que o reconhecimento de um trabalho que você tentou fazer pela primeira vez.
Mas não nos entenda mal: a gente geralmente testa novas técnicas e ferramentas em nossas peças autorais e temos tido muita alegria com a premiação destas peças.
Mas essa premiação não acontece porque a gente tem um “dom” ou algo assim.
Acontece porque, mesmo antes de testar algo novo, a gente entende o funcionamento teórico dessa novidade.
A gente nunca tinha feito uma peça como essa antes, mas a gente sabia o que era preciso para conseguir fazer.

Entender antes e fazer depois

– mais um dentre os vários lemas do Órbita.

por Aline Bugarin e Natasha Bugarin
– equipe OQS

Que tal compartilhar esse texto com outras pessoas que podem se apaixonar por quilting também?

WhatsApp
Facebook
Email

Quer aprender ainda mais sobre QUILTING e descobrir como você pode inserir mais beleza e arte na sua vida hoje mesmo?

Comece por essa SUPER aula gratuita, em que você vai aprender quais são os 07 passos certeiros para alcançar um quilting infalível – serve para qualquer máquina de costura!

Inscreva-se no Quilting 360º, um programa de aprendizado contínuo de quilting para você partir do zero e chegar no quilting extraordinário, com aulas ao vivo, embasamento técnico e muitoooooo mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pesquisar

Artigos Populares

Fique atualizada

Entre para nossa lista VIP

Cadastre seu email na nossa lista VIP para receber novidades, dicas e muito mais…

Outro artigos que você vai amar :)

black-pearl_quilt-premiado-houston-2017_iqa-houston_merit-quilting-frame_mencao-honrosa
Aline e Natasha

Black Pearl

Quilting. Só quilting. É a técnica do nosso quilt Black Pearl premiado em Houston Isso mesmo. Nada além do que um lindíssimo tecido preto e

ler artigo completo >