5 dicas para ativar a criatividade

Tem muita gente que acredita que criatividade é uma questão de Shakespeare: ser ou não ser, eis a questão.

Mas o fato é que ninguém nasce criativo.
E ninguém é condenado à falta de criatividade pelo resto da vida.

A criatividade, assim como várias outras maravilhas que acontecem no nosso cérebro, pode ser desenvolvida.

Se uma criança é magricela, ninguém pensa: essa criança jamais será um adulto forte.
Isto é, se essa criança crescer e passar a se exercitar, ela vai desenvolver músculos.
Dessa forma, ela poderá ser um adulto com força física extraordinária!

E a boa notícia é justamente essa: assim como os músculos, a criatividade também pode ser trabalhada.

Então vamos ver 5 dicas para você ativar seu lado criativo!?
e ainda usar isso a seu favor na hora de fazer quilting!

1. Tenha boas referências

Não, não. Ninguém vai brotar com algo totalmente inédito a partir do absoluto nada.
Antes de criar, é preciso ter referências.

Mas preste atenção: aqui, ninguém está dizendo para você “criar” fazendo pequenas modificações em algo existente.
Isso é cópia mesmo.

Aqui, estamos dizendo que: antes de sequer se preocupar com criação, você vai primeiro consumir.

Então aproveite um mundão de vídeos que você pode usar como boa referência no nosso canal.

Ou seja, esse primeiro momento é para você deixar o seu cérebro acostumar com a linguagem do quilting.

Como já falamos antes, quilting não é como desenho.
Mas, se você não viu ou nem acredita nisso, comprove aqui neste artigo.

Ou seja: você vai precisar deixar o seu cérebro assimilar o quilting.

É só pensar em uma criança aprendendo a falar: ela passa vários meses só ouvindo, só assimilando a língua. E aí depois ela começa a falar uma palavrinha ou outra.
No futuro, essa criança pode virar uma Clarice Lispector.
E alguém diria da recém-nascida Clarice: tadinha, não sabe nem falar… nunca vai poder ser escritora então!
Não! Óbvio que não.

Então a súplica dessa primeira dica para você ativar sua criatividade é:
aceite o processo.

E o primeiro passo desse processo é reunir boas referências do que você quer fazer.
– assim como a bebê Clarice foi reunindo as referências das palavras que, um belo dia no futura, ela transformaria em sua escrita maravilhosa.

criatividade-no-quilting-quiltingoqs

2. Pratique um estilo de vida mais “relaxado”

O quê?! Como o estilo de vida pode ter a ver com criatividade?

A criatividade, diferente do que se pensa normalmente, não acontece no lado direito do cérebro.
Pelo contrário, ela acontece pelo funcionamento dos dois lados do cérebro em conjunto!

Uma pessoa em um acesso de raiva, por exemplo, tem uma desconexão entre as partes do cérebro. Assim, ela fica limitada e não consegue superar facilmente aquele momento.

Então, se a criatividade usa os dois lados do cérebro, o ideal é que a gente promova o máximo possível essa conexão!

Mas, em uma vida agitada e estressada como da maioria das pessoas, como é possível ter esse estilo de vida que propicia a conexão do cérebro?

Existem várias técnicas para isso.
Uma delas é: quando você estiver estressada, com raiva, frustrada e não conseguir pensar em outra coisa, se movimente.
Simplesmente, levante os braços e mova o seu corpo!
Isso ajuda a conectar as partes do cérebro e, portanto, ajuda você no seu processo de desenvolvimento da criatividade.

3. Faça da criatividade um hábito

Como diria Epicteto, se você correr todos os dias, você vai se tornar um corredor melhor.

Então você deve programar pelo menos alguns minutos do seu dia para treinar sua criatividade.
Como isso pode acontecer?

Você pode, por exemplo, fazer treinos de designs de quilting na Placa de Quilting todos os dias.
Singelos 15 minutos já bastam para você alimentar esse hábito.

criatividade-no-quilting-treino-com-placa-de-quilting-oqs

Então você pode, sim, começar fazendo treinos na Placa dos designs que você viu no nosso canal na dica 1 deste artigo.

Uma maneira muito legal de adquirir um hábito é colocá-lo grudado a algo que você já faz todos os dias.
Antes de dormir, você escova os dentes todas as noites? Ótimo!
Então antes de escovar os dentes, você vai pegar a Placa e fazer seu treino.
Ou você vai pegar a Placa enquanto escova os dentes, levar a caneta para o banheiro com você e então voltar para treinar logo em seguida.

4. Experimente sempre

Experimentar?!
“Eu ainda não desenvolvi a criatividade, vou experimentar como!?” – você pode se perguntar.

É simples, quilter.
Com Técnica, Treino e Teimosia, a gente faz tudo, tudo mesmo.

E como você pode experimentar algo novo com TTT?

Você vai reparar que nesse curso gratuito da UNIOQS, você vai encontrar alguns vários designs de quilting de preenchimento.

Então o que você vai fazer é começar com passos simples.
Junte no mesmo treino, por exemplo, a Folia de Carnaval com a Folha Pipoquinha.
Veja o resultado.
É uma experimentação, é algo que não estava dado pronto antes.
Então, você vai juntar dois conhecimentos que já tem e criar algo que ainda não tinha sido proposto ao seu cérebro.

Portanto, essa é uma maneira excelente de mostrar um caminho para o seu cérebro colocar em prática novas ligações que ele mesmo vai fazer para criar algo novo.

5. Use um método para te ajudar a criar

Uma maneira muito boa de tirar a pressão dessa hora de exercer sua criatividade é estar relaxada nesse momento.

E uma ótima maneira de estar relaxada é se divertindo jogando um jogo, não é?
Então você pode unir as duas coisas: jogo e criação.
Quer ver só? Confira aqui embaixo:

Com o método do nosso jogo de tabuleiro Master Quilter, você vai ter por onde começar.
Assim, sua experiência não vai ser desse jeito:
“Peguei aquele papel em branco e sentei decidida a criar um lindo design de quilting. Encarei o papel… encarei, encarei, fiquei pensando… No final, fiquei frustrada e não criei nada. Fui embora e confirmei mais uma vez: é, isso não é para mim mesmo…”

Com o MQ, sua experiência vai ser assim:
“Sentei para jogar e decidi começar com um design de preenchimento, então não precisei usar as cartas de formas. Simplesmente joguei os dados e vi quais eram os movimentos que eu iria usar.

A partir disso, usei minhas boas referências, que me ajudaram muito a pensar em algo que não precisou partir do absoluto nada.
Desenhei na Placa minhas opções, sem me preocupar se ficaria bonito ou feio. Afinal de contas, era só apagar a Placa em poucos segundos caso eu achasse feio.
Por fim, me diverti muito e ainda exercitei minha criatividade. Ah, com certeza, nas fotos do que eu desenhei, tenho um design perfeito para usar naquela colcha que eu queria…”

Ninguém fica forte só de entrar na academia e ninguém chega na academia e não tem um plano de exercícios para seguir.

Com a criatividade é a mesma coisa. E o jogo Master Quilter é o seu plano de exercícios.

Além disso, todas essas etapas existem perfeitamente organizadas no Quilting 360º.
Com ele, você pode desenvolver sua criatividade, fazer quilts maravilhosos, e ainda contar com nossa ajuda durante essa jornada.

Deixe um comentário

Pesquisar

Artigos Populares

Fique atualizada

Entre para nossa lista VIP

Cadastre seu email na nossa lista VIP para receber novidades, dicas e muito mais…

Artigos que você vai gostar...